Artesanato pelo Brasil

O luxo que vem do lixo

Ronaldo de Lima mandalas de jornalO Artista autodidata, Ronaldo Nunes de Lima iniciou o desenvolvimento de suas atividades há 12 anos, na cidade de Belo Horizonte. O aperfeiçoamento da técnica aconteceu gradualmente e, hoje, a habilidade resulta na produção de móveis, abajures, baús, cestas, luminárias, bolsas, porta-retratos, mandalas, persianas, dentre inúmeros outros.

A matéria-prima utilizada é basicamente: jornais, revistas, encartes promocionais distribuídos no comércio e garrafas pet.

Diz o artista: “Faço do lixo , o luxo. As pessoas quando olham as peças não imaginam o tanto que o processo é complexo , ou seja, do ato de enrolar o papel até a pintura das peças, a finalização do trabalho pode levar de 4 a 5 horas ou até 20 dias, dependendo do tamanho, do modelo e da riqueza de detalhes exigida pela obra a ser finalizada”.

Fonte: Jornal Estado de Minas/ Caderno Guia De Negocios.

ronaldolima.art.br

 




3 thoughts on “O luxo que vem do lixo”


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*
Prove que vc não e' um robô! * Tempo esgotado, repita!